Redes sociais: os efeitos negativos dos seguidores falsos

Ter muitos seguidores é a meta de todas as empresas nas redes sociais. Mas especialistas dizem que se uma boa parte desses perfis forem falsos, o efeito pode ser negativo

Um pequeno robô azul sendo seguido por um outro robô cinza e vermelho, simbolizando o uso de bots como seguidores nas redes sociais.

(Crédito: weerapat/123RF)

Há bem pouco tempo, consumidores tinham mais confiança em perfis nas redes sociais. Consequentemente, eram mais pré-dispostos a se engajarem com as marcas. Atualmente, no entanto, o crescimento do número de empresas que compram seguidores falsos e os robôs usados para cliques e curtidas têm deixado as pessoas mais descrentes.

O site Open Forum conversou com especialistas do setor, para saber os efeitos que uma audiência falsa pode causar aos perfis e páginas de uma empresa. E listou sete dicas sobre as boas práticas nas redes sociais.

Robôs e perfis falsos

“Os robôs se tornaram amplamente predominantes. Eles são os incômodos insetos do mundo das mídias sociais”, disse Jay York, estrategista sênior de marketing digital da empresa de relações públicas News and Experts. “Todo mundo sabe que eles existem, mas faz o possível para ignorá-los”, completou.

De acordo com Ryan Miller, CEO e fundador da Etna Interactive, uma agência de marketing digital que atende profissionais médicos de saúde eletiva, o problema do robôs, ou bots, tem sido bem documentado há anos.

“Ao avaliar o número de seguidores de um influenciador, muitas vezes sabemos instintivamente que o total vem com um asterisco”, afirmou Ryan Miller.

Cadastre-se e receba novidades e dicas sobre empreendedorismo

Lista telefônica

Jason Morgan, presidente da agência de marketing digital iLocal, de Seattle, lembrou ao Open Forum que, tempos atrás, as empresas divulgavam suas mensagens por intermédio da indústria de listas telefônicas. Que, por sua vez, faziam verificações de antecedentes antes de imprimir as informações.

“Você não podia fingir que estava na lista telefônica. A indústria tinha um sistema fortemente controlado com representantes de vendas nas ruas, vendo negócios e encontrando-se com proprietários”, disse Morgan. “Verificações de crédito e antecedentes eram necessárias para obter uma linha telefônica e um espaço na lista. Não havia nada de falso na lista telefônica. Foi o arquivo de consumo mais confiável de todos os tempos”, completou.

Lista telefônica de páginas amarelas.

Desconfiança dos consumidores

Outro especialista ouvido pelo Open Forum foi  Chris Rodgers, CEO e fundador da agência de marketing digital Colorado SEO Pros, que condenou os perfis falsos nas redes sociais.

“A proliferação de seguidores falsos é lamentável para empresas que buscam engajar clientes. As contas falsas prejudicam as empresas, a experiência individual dos usuários e, em última análise, criam uma atmosfera em que as pessoas desconfiam ainda mais das informações que estão consumindo online”, diz Rodgers.

+Leia também: 3 dicas para engajar seus clientes nas redes sociais

MPEs sentem mais os efeitos nocivos

E segundo Jay York, a desconfiança que os seguidores falsos podem gerar ao marketing digital é muito maior nas empresas menores do que nos gigantes da indústria.

“Se você é um negócio pouco conhecido com cinquenta mil seguidores, as pessoas podem estar mais propensas a supor que você tem seguidores falsos do que uma marca bem conhecida”, disse York.

+Leia também: Mudança no algoritmo do Facebook afeta diretamente empresas

Portanto, ainda de acordo com os especialistas que ouviu para o artigo, o Open Forum listou sete dicas que as empresas podem seguir para aumentar a confiança de seus seguidores nas redes sociais.

1. Não compre seguidores

“Os bots são um atalho que fazem mais mal do que bem. Seguidores falsos são projetados para enganar seu público a pensar que seu negócio é mais respeitável do que realmente é. Se sua conta do Instagram tiver cinquenta mil seguidores, mas tiver problemas para conseguir cem curtidas, seu público vai perceber”, disse disse Kyle Klement, diretor de marketing da Vet Marketing Firm, agência marketing digital voltada para veterinários.

2. Concentre-se no engajamento das redes sociais

“A interação que você recebe em seus posts é muito mais vital para o sucesso da sua página do que o número de seguidores que você tem. Uma audiência engajada será mais genuína do que uma audiência adquirida. A única maneira de envolver continuamente seu público é fornecer conteúdo frequente e digno de nota”, afirmou Klement.

+Leia também: 3 dicas para engajar seus clientes nas redes sociais

3. Verifique a presença de robôs nos seus perfis

“Se uma marca está enfrentando problemas associados a contas falsas, eu recomendo abordar o problema de frente. Faça um post engraçado ou um anúncio de serviço público chamando contas falsas. Seja claro que você não as tolera. Se possível, monitore os robôs e denuncie-os”, aconselhou Jay York.

4. Mostre que você se importa com suas redes

“Os consumidores constroem confiança quando se conectam com uma pessoa real, que realmente se preocupa com as necessidades da pessoa do outro lado do computador. Os donos de empresas podem fazer isso, sendo proativos e ouvindo o público. Se houver um tema comum de perguntas que os clientes estão fazendo, faça o possível para colocar essas informações em suas mãos”, disse Klement.

+Leia também: Cliente insatisfeito: 5 dicas para pedir desculpas

5. Seja verdadeiro

“A melhor coisa que você pode fazer nas redes sociais é simplesmente responder à pergunta: ‘como realmente é na prática?’. Nossos clientes, os médicos, postam vídeos do Snapchat em salas de tratamento e mostram resultados reais de transformações de pacientes no Facebook. Cada vez mais, os visitantes também querem ver por que você faz o que faz” afirmou Ryan Miller.

6. Seja digno

“Lembre-se: ao seguir você, seu público deu permissão para ser impactado comercialmente. Publique promoções exclusivas e notícias sobre seu setor de atuação combinadas com informações que ensinam seus seguidores. Tire o foco do seu negócio e coloque-o diretamente no seu público. Pergunte a si mesmo se eles tiram algo do que você postou, mesmo que seja uma risada. Se não, não publique”, disse Miller.

+Leia também: Marketing nas redes sociais: veja 4 dicas de planejamento

7. Seja generoso

“Descobrimos que uma das melhores maneiras de criar seguidores para nossos clientes é distribuir brindes. E os melhores brindes fazem três coisas. Eles criam interesse em seus produtos ou serviços. Fazem com que o cliente leve para casa um algo que lembre de sua marca. E atraem as pessoas a aprender mais sobre você”, afirmou Miller.

Este artigo foi útil para você? Inscreva-se em nossa newsletter e receba semanalmente as principais notícias do Negociarias em seu e-mail.