Número de novas empresas no Brasil cresce 8,2% em 2017

Levantamento do Boa Vista SCPC o aponta que o número de novas empresas com MEI cresceu 13,2% em relação aos dois primeiros trimestres de 2016

Foto de tesoura cortando fita representando inauguração de novas empresas

Levantamento feito pelo SPC mostra que as MEIs são o principal caminho escolhido pelos novos empreendedores (Crédito: belchonock / 123RF)

De acordo com um levantamento com abrangência nacional da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), o número de novas empresas no Brasil cresceu 5,1% no 3º trimestre de 2017, em relação ao trimestre anterior. Com os novos números aferidos pelo levantamento trimestral, os valores acumulados no ano – de janeiro a setembro -, se comparados ao mesmo período de 2016, mantiveram-se positivos, passando de 6,6% para os atuais 8,2%.

MEIs e Microempresas

As MEIs, empresas de Microempreendedor Individual, continuam desempenhando um papel forte na comparação por classificação por forma jurídica. A variação acumulada no ano mostrou que as MEIs cresceram 13,2% frente ao mesmo período do ano anterior, enquanto as Microempresas (MEs) apresentaram variação de apenas 2,8%. Já os demais tipos de empresa caíram 19,1%, na mesma base de comparação.

Leia também:
– Micro e pequenas empresas: governo libera R$ 9 bi
– Minas Gerais lança programa para fomentar startups universitárias

Em termos de acumulado no ano, as MEIs já representam representam 75,9% do crescimento das empresas brasileiras, enquanto as MEs participam com 16,6% do total. As demais categorias correspondem a um tímido percentual de 7,4% dos casos.

Gráfico de tipos de empresas no Brasil

Cadastre-se e receba novidades e dicas sobre empreendedorismo

Setores de atuação das novas empresas

Na análise das empresas por setor de atuação, o levantamento mostrou que o setor de Serviços continua tendo a maior representatividade, com 55,9% de crescimento no acumulado dos dois primeiros trimestres de 2017. O número, no entanto, ficou bem próximo dos 55,7% do mesmo período do ano anterior. O Comércio, por sua vez, manteve a representatividade de 34,7% do total, enquanto o setor Industrial tornou a perder terreno, passando de 8,6% para 8,1%. O setor Rural cresceu 1,3%, contra 1,1% em 2016.

Gráfico de setores de atuações de empresas no Brasil

Crescimento por regiões

Centro-Oeste e Norte foram as regiões com maior crescimento no número de novas empresas nos valores acumulados até o 3º trimestre. Em comparação com mesmo período de 2016, as duas regiões registraram, respectivamente, alta de 12,4% e 11,3%. As demais regiões apresentaram menores elevações no período. O Sul ficou com 10,8%, o Sudeste com 7,4% e o Nordeste com 4,8%.

Gráfico de crescimento de empresas no Brasil, por região

Metodologia usada

O levantamento foi realizado pela Boa Vista SCPC a partir das novas empresas registradas na Receita Federal, em todo o território nacional.