O que fazer quando o seu melhor funcionário pede demissão?

Perder um funcionário valioso é sempre doloroso. Mas a sua empresa precisa seguir. O que fazer para não perder outros bons funcionários e como fazer para substituí-lo? Vejas as dicas

Funcionário que pediu demissão

(Crédito: andreypopov/123RF)

Pequenas empresas são normalmente compostas por uma equipe enxuta, mas valiosa. Cada trabalhador desempenha um papel essencial e perder um funcionário pode afetar toda a organização. Quando um deles pede demissão, a sua experiência, habilidades e conhecimento geral também sai.

Entretanto, pode ser inevitável ver o seu melhor funcionário dizer adeus. Para fazer a transição funcionar sem problemas, os empregadores devem lidar com a demissão de maneira profissional. O site Business News Daily deu dicas de como proceder quando um funcionário importante decide sair. 

1. Fique calmo

Quando um dos seus funcionários pede demissão, a pior coisa que você pode fazer como empregador é atacar em resposta. Mantenha a calma e pergunte ao funcionário por que planeja sair.

Embora não seja bom exigir informações ou colocar o funcionário em uma posição desconfortável, você pode aprender algo que o ajudará a criar uma contraproposta ou encontrar outro meio de mantê-lo.

+Leia também:
Conheça os motivos para os funcionários pedirem demissão
– Como ajudar a diminuir o stress do seu funcionário

Cadastre-se e receba novidades e dicas sobre empreendedorismo

As questões podem variar de falta de oportunidades de crescimento a má gestão. Alguns podem ser consertados, enquanto outros não são especificamente relacionados à sua empresa. Considere a melhor maneira de resolver a situação, dada a explicação do funcionário.

Independentemente de qualquer coisa, seja atencioso com sua decisão. Se eles insistirem em sair, seja cordial e pergunte se eles podem ficar por um período para fazer uma transição.

2. Revise suas obrigações legais como empregador

Se o funcionário decidir que vai deixar definitivamente a organização, o próximo passo é garantir que você esteja de acordo com todas as leis trabalhistas referentes à rescisão.

Obrigações legais devidas a um empregado que partem são as seguintes:

  • Pague todos os salários acumulados
  • Desembolsar quaisquer benefícios acumulados que devam ser pagos após a rescisão (seja sob a lei ou política da empresa), ou documentar o não-direito do empregado aos referidos benefícios
  • Se aplicável, contabilizar e estabelecer um cronograma para pagamentos de comissão ou bônus que serão feitos após a rescisão. Isso geralmente é regido por lei e pelos termos de planos de bônus e comissões
  • Fornecer ao funcionário os avisos legais necessários

Se o funcionário assinou avisos de confidencialidade, contratos de não concorrência / não divulgação ou outros documentos legais que protegem a propriedade intelectual de sua empresa, estes também devem ser analisados ​​para que você e o funcionário tenham clareza sobre os termos desses contratos assim que deixarem a empresa.

+Leia também: Da demissão a recolocação profissional: onde se encaixa o empreendedorismo?

3. Conduza uma entrevista de saída

Realizar uma entrevista de saída, seja presencial ou por e-mail, é mais do que uma maneira de obter informações sobre a experiência pessoal de um funcionário com sua empresa. Quando você fala com um membro da equipe que está saindo, você também dá um passo importante para amarrar quaisquer pontas soltas e possíveis problemas no final da linha.

Aconselha-se confirmar e documentar que o empregado devolveu toda a propriedade da empresa; que não tenham copiado ou transmitido qualquer propriedade intelectual ou informação confidencial da empresa; e que eles estão cientes de quaisquer obrigações contínuas de não usar ou se apropriar das informações comerciais da sua empresa.

Sua entrevista de saída também pode ajudá-lo a moldar sua estratégia para o futuro dessa posição em particular. Se a pessoa saiu insatisfeita, a equipe também pode estar infeliz. Implementar a mudança baseada parcialmente no feedback do empregado que sai e nas conversas com a equipe é essencial para criar um melhor ambiente de trabalho e uma equipe mais forte.

Aqui estão algumas perguntas a serem feitas e formalmente documentadas na entrevista de saída:

  • Quais são seus motivos para deixar a empresa?
  • O que você gostou da empresa?
  • Existem coisas que podemos fazer de maneira diferente como empresa?
  • O que você gostou no seu trabalho?
  • O que você não gostou?
  • Como foi seu relacionamento com seu supervisor?
  • O que seu supervisor poderia ter feito diferente?
  • Suas expectativas foram atingidas com as metas que você recebeu?
  • As suas metas foram claramente declaradas e as medições dadas sobre o que constituiu a conquista?

4. Encontre uma maneira de preencher a lacuna

Quer você esteja planejando substituir diretamente o funcionário que pediu demissão ou mudando o papel de outra pessoa internamente, você terá algumas lacunas a preencher. Mas contratar o primeiro novo candidato que expresse interesse pode não ser a melhor solução, apesar dos benefícios imediatos e percebidos para sua empresa.

Você também deve desenvolver um plano de sucessão para evitar o mesmo problema no futuro. Dessa forma, a posição pode ser facilmente preenchida temporária ou permanentemente, mesmo em curto prazo.

Gostou desse artigo? Inscreva-se na newsletter do Negociarias e receba mais conteúdo com dicas para a sua empresa.