Empreendedores mais velhos também são capazes de inovar

Estudo de três economistas norte-americanos mostra que empreendedores mais velhos contam com tempo de experiência e a acumulação de recursos e conhecimento

Empreendedores mais velhos: Bill Gates empreendeu cedo, mas segue sendo uma liderança forte no mundo empresarial

Bill Gates empreendeu cedo, mas segue sendo uma liderança forte no mundo empresarial (Crédito: divulgação)

Grandes ícones do empreendedorismo mundial, os criadores de algumas das maiores corporações da atualidade tinham pouco mais de 20 anos de idade quando começaram seus negócios. De Steve Jobs, fundador da Apple, a Bill Gates, criador da Microsoft, passando por Mark Zuckerberg, do Facebook, e pela dupla Sergey Brin e Larry Page, donos do Google, todos eram muito jovens quando começaram a empreender. Mas será que isso significa que os empreendedores mais novos demonstram maior probabilidade de criar empresas de alto crescimento?

De acordo com a Folha de São Paulo, que reproduz um artigo do The Wall Street Journal, o estudo “Idade e Empreendedorismo de Alto Crescimento”, dos economistas Pierre Azoulay, Benjamin Jones, J. Daniel Kim e Javier Miranda, buscou respostas para essa questão. Segundo o jornal, eles analisaram conjuntos de dados relevantes sobre negócios em outras fontes, como informações do serviço de patentes dos Estados Unidos.

2,7 milhões de empresas criadas

A matéria da Folha aponta dados importantes publicados pelo The Wall Street Journal: cerca de 2,7 milhões de empresas foram criadas nos Estados Unidos de 2007 a 2014, a vasta maioria de pequeno porte. E para identificar o subconjunto de startups voltadas ao crescimento, os autores buscaram por empresas que façam parte do setor de alta tecnologia, que recebam investimentos do setor de capital para empreendimentos ou detenham uma patente.

Na análise, foram identificadas cerca de 350 mil empresas com potencial para alto crescimento. Sendo que a maioria dos empreendedores de sucesso está na meia-idade. A idade mediana dos fundadores das 2,7 milhões de empresas é de 41,9 anos. Entre as empresas de alta tecnologia, 43,2 anos. E a média entre empreendedores que receberam investimentos do setor de capital para empreendimentos é de 41,9 anos. Entre as startups que mostram crescimento mais acelerado em seu número de empregados, a idade mediana do fundador é de 41,8 anos.

“Constatamos que a idade de fato é um fator de previsão de sucesso, e um fator importante, mas no sentido oposto ao que muitos observadores e investidores propõem”, diz o estudo sobre empreendedores mais velhos, segundo destacou o The Wall Street Journal.

Cadastre-se e receba novidades e dicas sobre empreendedorismo

Recursos acumulados com a idade

Seria possível, segundo o estudo, argumentar que os empreendedores mais jovens são mais aguçados em termos cognitivos, menos distraídos por responsabilidades familiares e menos apegados a paradigmas existentes. Por isso, seriam mais abertos a ideias transformadoras. Em contrapartida, muitos recursos são acumulados com a idade. Tanto em termos de capital humano como recursos sociais e financeiros. E empreendedores mais velhos, provavelmente, terão mais experiência em administrar desenvolvimento, finanças, marketing, vendas, recursos humanos e outras operações.

O estudo busca explicar o sucesso empresarial em altíssima escala de empreendedores que começaram na faixa dos 20 anos de idade, como Steve Jobs, Bill Gates e Mark Zuckerberg. E conclui que se a juventude fosse o motivo principal de seu sucesso, a expectativa seria que esses grandes empreendedores se tornassem piores com o passar dos anos. O que está muito longe de ser uma verdade.

Empreendedores mais velhos inovam

O iPhone, por exemplo, foi a maior inovação de Steve Jobs. E não surgiu em sua juventude. Bill Gates levou a Microsoft a crescer de forma aceleradamente ao longo dos anos. Jeff Bezos, que fundou a Amazon aos 30 anos de idade, levou sua empresa muito além da venda de livros e CDs. Enquanto o Google se tornou uma potência da inteligência artificial sob o comando de Sergey Brin e Larry Page.

Esse artigo foi útil para você? Então inscreva-se na newsletter do Negociarias e receba semanalmente mais dicas de empreendedorismo no seu e-mail.