Participação de empreendedoras no e-commerce cresce no Brasil

pela Nuvem Shop aponta que o empreendedorismo feminino nesse setor não para de crescer e já representa quase 60% do total

Mulher empreendedora de e-commerce

(Crédito: 123RF)

Elas estão em maioria na população brasileira e, desde 2017, dominam também o mercado de e-commerce no país. Um levantamento realizado pela Nuvem Shop aponta que o empreendedorismo feminino nesse setor não para de crescer e já representa quase 60% do total. Os resultados foram tirados da base de dados de quase 200 mil lojas cadastradas na plataforma de serviços de e-commerce da Nuvem Shop no Brasil, de julho de 2017 a julho de 2018, e divulgados pelo portal Computerworld.

Em 2016 o percentual de mulheres à frente de marcas desta modalidade de negócio era de 48,20%. E 2016, o número subiu para 50,30% em 2017 chegou a 57,60% este ano, o que mostra uma ascensão.“Estamos em um momento em que o empoderamento feminino tem ajudado a quebrar paradigmas e estimular mulheres a abrirem o próprio negócio. E isso tem se refletido em nossa própria base, que hoje já é de maioria feminina”, disse ao Computerworld Danniela Karam, Gerente de Marca e Marketing da Nuvem Shop.

Domínio feminino nos novos negócios

As mulheres não estão dominando só o mercado de e-commerce. Segundo o relatório, foram elas as responsáveis por quase 52% dos novos negócios criados no Brasil em 2016. Um estudo realizado pelo The Boston Consulting Group revelou que startups fundadas por mulheres faturam mais do que as empresas criadas por homens. Para cada dólar de financiamento, as startups criadas e lideradas por mulheres geraram 78 centavos, enquanto as fundadas por homens renderam menos da metade desse valor.

O crescimento do número de mulheres empreendedoras é comprovado por outros estudos. Pesquisa realizada pelo Fórum Empreendedoras com 1,3 mil mulheres no Brasil, revela que 85% já empreendem, enquanto 15% pensam em começar um negócio. Já a pesquisa Global Entrepreneurship Monitor (GEM) 2016, realizada em parceria com o Sebrae, mostrou que a taxa de sucesso de empresas com até três anos e meio de lançamento é de 15,4% entre as fundadas por mulheres contra 12,6% para as criadas por homens.

Gostou deste artigo? Então inscreva-se em nossa newsletter e receba semanalmente as principais notícias do Negociarias.

Cadastre-se e receba novidades e dicas sobre empreendedorismo