Saiba como gerenciar o dinheiro que você ganha como freelancer

A liberdade do trabalho de freelancer pode ter os seus problemas. Em alguns momentos, você terá mais clientes que em outros. Você está preparado para o momento que sua renda diminuir?

Freelancer se organizando

(Crédito: puhhha/123RF)

O trabalho freelancer pode viver alguns ciclos de altos e baixos. É preciso ter um planejamento financeiro para gerenciar sua renda e não passar apertos. O Business News Daily falou com freelancers de sucesso e especialistas em finanças pessoais sobre o que é necessário para administrar seu dinheiro com uma renda incerta. Veja as dicas:

1. Estabeleça uma reserva e gerencie seu crédito

É importante garantir que suas economias não sejam apenas altas. Elas precisam estar acessíveis quando o dinheiro fica apertado. Não se garanta apenas em rendimentos ou em poupanças que são inflexíveis e difíceis de acessar. É preciso ter uma reserva que possa ser movimentada quando os trabalhos diminuírem.

Outra dica importante é manter suas contas no cartão de crédito baixas. Ele será útil em momentos de aperto. E mais importante é mantê-los pagos em dia. Não deixe os juros do crédito atrapalhar sua renda.

Procure poupar dinheiro extra em seu fundo de reservas no momento que o negócio cresce. É aconselhável manter suas reservas separadamente de suas economias de longo prazo. Ter uma conta poupança forte é crucial para ajudar a cobrir despesas inesperadas e impostos. A melhor maneira de economizar como freelancer é reservar de 10 a 15% da sua renda média para o seu fundo de emergência.

+Leia também: Como ganhar dinheiro extra empreendendo em meio período

Cadastre-se e receba novidades e dicas sobre empreendedorismo

2. Mantenha suas despesas de estilo de vida baixas

Não há nada de errado em viver um pouco melhor quando os negócios permitirem. E isso não significa gastar mais dinheiro. Você pode desfrutar de bons momentos ao preparar deliciosos jantares em casa ou em passeios que não gastem tanto.

Encontre maneiras de fazer e comprar coisas sem gastar uma fortuna. Pesquise preços e negocie.

3. Coloque suas contas no papel

Quando sua renda não é fixa, é importante planejar e replanejar regularmente para garantir que você fique em dia com sua situação de fluxo de caixa. Sem uma compreensão em constante de suas finanças e expectativas, será impossível gerenciar suas despesas e economias com sucesso. É preciso estar ciente do seu orçamento e hábitos de consumo.

Para garantir um fluxo de caixa mais regular, negocie com seus clientes com antecedência e solicite um depósito antes do início do trabalho. Divida seus pagamentos em pedaços menores e mais frequentes. Um exemplo é pedir que seus clientes paguem metade do valor total antes de começar o trabalho e a outra metade depois disso. Em alguns casos, é possível dividir mais.

+Leia também: Fluxo de caixa: tire suas dúvidas e organize suas finanças

4. Não tenha medo de encontrar um trabalho extra

Parte da atração de freelancer é a liberdade que lhe dá para fazer sua própria programação e ser seu próprio patrão. Encontrar outro emprego pode proporcionar uma entrada maior de dinheiro. Pode ser também uma experiência valiosa que aumenta a eficácia de seu trabalho como freelancer.

Crie múltiplos fluxos de renda. Não precisa ser qualquer trabalho. Pode ser um complementar aos seu negócio. Não ajudará a sustentar suas finanças em uma situação difícil. Também contribuirá para o seu crescimento pessoal e profissional como um especialista em seu setor. E nunca é demais para preencher o currículo quando você está tentando vender seus serviços freelancer para novos clientes.

Para os freelancers, gerenciar corretamente seu dinheiro se resume em conhecer seu fluxo de caixa, gerenciar suas despesas, planejar com antecedência e desenvolver fluxos de receita alternativos. Se você é capaz de se manter flexível, não deve ser um problema passar pelos tempos mais difíceis. Manter essas práticas recomendadas quando os negócios estão crescendo ajudará você a se tornar bem-sucedido trabalhando para si mesmo.

Gostou desse artigo? Inscreva-se na newsletter do Negociarias e receba semanalmente mais dicas para o seu desenvolvimento como empreendedor.