Como escrever e-mails e convertê-los rapidamente em vendas

E-mails são importantes para fazer contato com o cliente. Mas antes de enviar, veja algumas dicas de como ser mais eficiente

As pessoas recebem muitos e-mails por dia. É um desafio fazer com que seus e-mails sejam lidos. Imagine alguém que recebe sua mensagem. Por que ele vai abrir e ler? Ele não tem ideia de quem você é, o que você faz ou por que ela deveria se importar com o que você oferece. Como confiar que você não é um golpista?

Isso não significa que você não deve enviar e-mails para clientes em potencial. O e-mail ainda é uma das melhores formas de se comunicar e interagir com o seu público. Mas você precisa atualizar sua abordagem para envio dessas mensagens. O site Entrepreneur deu algumas etapas para você conseguir converter os e-mails em vendas.

Identifique o público ideal

Isso é óbvio: se você fabrica fornos de pizza, quer se conectar com restaurantes e pizzarias, não com paisagistas ou médicos. Em outras palavras: segmente somente os indivíduos ou organizações que poderiam se beneficiar do que você vende. Leve em consideração fatores como localização, dados demográficos e interesses. Pense nas marcas, no estilo e no tom dos clientes com os quais você gostaria de trabalhar. Se eles não entrarem em contato com você, é melhor procurar em outro lugar.

Depois de definir o público, encontre a pessoa certa dentro da organização para entrar em contato. Idealmente, essa é a pessoa que toma a decisão de usar seu produto ou serviço. Se você não conseguir se conectar com ela, ao menos faça uma conexão inicial e genuína com alguém dentro da organização que possa apresentar a pessoa indicada.

A boa notícia é que ferramentas como o LinkedIn tornaram isso mais conveniente: pesquise o cargo que você procura em uma organização para localizar a pessoa relevante que precisa contatar.

Cadastre-se e receba novidades e dicas sobre empreendedorismo

Mapeie o que seus clientes se preocupam

Pense qual o problema dos seus cliente e como você pode ajudar a resolver. Por exemplo, se você é um advogado especializado em pequenas empresas e acaba de ler no jornal local que uma pequena empresa está sendo processada por um cliente, esse é um problema com o qual você poderia ajudar. Se você oferece serviços de segurança cibernética, pense nas repercussões que os negócios infectados por vírus enfrentam e como você pode evitá-los.

Consiga o endereço de e-mail

Agora você precisa obter esses endereços de e-mail. Comece instalando a versão gratuita do Sales Navigator for Gmail do LinkedIn. Ele fornece uma barra lateral dentro da sua conta do Gmail para que você possa ver os dados de perfil do LinkedIn de uma pessoa, bem como conexões e interesses.

Se, por algum motivo, o endereço de e-mail de uma pessoa não estiver conectado ao perfil do LinkedIn, procure outros perfis sociais ou o site da empresa para encontrar informações de contato.

Consiga atenção com um assunto atraente

Você sabia que 35% dos destinatários de e-mail abrem a mensagem com base apenas no assunto? Seu assunto precisa ser claro, conciso e incluir exatamente o que é seu e-mail. É bom que seja curta para ler bem no celular. Um e-mail nunca deve ser enviado sem um assunto. Estes geralmente não são abertos.

Seu assunto deve ser direcionado às necessidades de seu cliente em potencial e apresentar sua solução.

Vá direto ao assunto

As pessoas não têm o dia todo para ler seu e-mail. Na maioria dos cenários, eles têm apenas alguns minutos ou menos. Para obter o que você quer de um e-mail, seja breve e direto. Depois de ler as primeiras frases do seu e-mail, o destinatário já deve ter uma opinião e compreensão do seu propósito.

Isso significa evitar frases como “tudo bem?”. O destinatário não se importa. Ele quer saber por que você enviou e-mail e como ele pode se beneficiar.

Criar uma lista para mostrar seus benefícios, feitos sob medida para ela, é uma maneira rápida e eficaz de conseguir isso. 

Personalize a mensagem

Verificou-se que os e-mails com personalização avançada recebem uma taxa de resposta de 17%. Em comparação com uma taxa de resposta de 7% para e-mails não personalizados.

Comece com o básico, como o nome da pessoa e o nome da empresa. Isso indica que você fez alguma pesquisa e não enviou um e-mail em massa. Ela acabou de receber uma promoção, ganhar um prêmio ou ter um lançamento recente de produto? Se sim, parabenize.

Faça uma chamada para ação

Se você realmente deseja aumentar suas chances de conversão, precisa ter um plano de ação claro. Em outras palavras: quais etapas você quer que alguém tome depois de ler seu e-mail? Visite sua página inicial? Inscreva-se para uma demonstração? Programar uma chamada telefônica?

Não sobrecarregue a pessoa. Atenha-se apenas a uma ação. Você também deve usar um calendário para eliminar e-mails para encontrar os melhores horários de reunião. Você pode inserir o link de agendamento em seu e-mail.

Não se esqueça de acompanhar

Não é incomum as pessoas lerem um e-mail e se esquecerem de responder. E os e-mails são notórios por se perderem no spam. Por isso, não fará mal se você não receber uma resposta em aproximadamente uma semana. Na verdade, a maioria das pessoas não se importa com um lembrete gentil.

Não seja invasivo. Se você não teve resposta depois de duas ou três tentativas, ela provavelmente não está interessada.

Teste

E-mail é um processo contínuo. Isso significa que você precisará testar e refinar suas mensagens. Isso irá melhorar seus esforços de envio de e-mails no futuro.

Teste a linha de assunto mais aberta, bem como a cópia de e-mail com maior envolvimento, o e-mail com a melhor taxa de cliques da página inicial e o melhor dia e horário para enviar as mensagens. Ao ajustar seus e-mails, você pode melhorar sua eficiência, garantindo economia de tempo. E-mails não são um desperdício. Eles só precisam ser pensados ​​e adaptados para atingir sua marca.

Esse artigo foi útil? Assine a newsletter do Negociarias e receba toda semana mais dicas de empreendedorismo.