Empresa familiar: como diminuir impacto da demissão de parente

Ter na sua empresa pessoas que são da sua absoluta confiança certamente é um diferencial competitivo. Mas o que fazer quando elas são seus familiares e você precisa demitir?

Demissão em empresa familiar

(Crédito: antonioguillem / 123RF Imagens)

Trabalhar com a família pode parecer empolgante, mas sempre há as chances de imprevistos. Embora haja muitas histórias de sucesso de empresas familiares, pode ser que você precise enfrentar a difícil demissão um parente.

Certamente é mais complicado a demissão de um familiar do que a de uma pessoa com quem você só tem uma relação profissional. Você não quer cortar todos os laços com alguém que é uma parte importante de sua vida pessoal. Mas você também não pode deixar sua conexão com eles afetar seu julgamento e prejudicar seus negócios.

Se chegar um momento em que você precisa demitir um parente, lembre-se de que você está apenas fazendo o que é certo para todos, incluindo a família. Especialistas compartilharam dicas com o Business News Daily sobre o difícil ato de demitir um membro da família.

1. Ajude na transição

Comece devagar cortando qualquer trabalho desnecessário, mesmo que isso reduza suas horas. Isso vai diminuir o choque. Tente oferecer diferentes tipos de trabalho que possam beneficiar o seu familiar e a empresa. Mas não se esforce apenas por se sentir culpado ou responsável pelo seu bem-estar financeiro do seu familiar. No entanto, você pode ajudar na transição profissional procurando por possíveis vagas de emprego em outro lugar.

+Leia também: Da demissão à recolocação, onde se encaixa o empreendedorismo?

Cadastre-se e receba novidades e dicas sobre empreendedorismo

2. Tenha empatia

Separar os negócios dos relacionamentos pessoais é importante, mas você ainda deve ser empático na demissão de alguém. Seja membro da família ou não. Eles provavelmente foram um ótimos para a sua equipe em algum momento e merecem seu respeito e cuidado. Permita que seu parente desabafe e realmente ouça suas preocupações. É importante que fique claro que vocês ainda tem um bom relacionamento fora da empresa. Mas é provável que precisem de um pouco de tempo e espaço para ter uma perspectiva sobre o que aconteceu e garantir outra posição.

+Leia também: Conheça o comportamento que irá melhorar a sua imagem de líder

3.  Não aponte dedos

Colocar a culpa em alguém é desnecessário. Eles vão compreender que não se adequam à empresa por uma razão ou outra. Não precisa fazer críticas quando seu familiar já está para baixo. A culpa pelo mau desempenho nem sempre é apenas do funcionário. Pode ter sido devido a uma orientação inadequada, falta de treinamento ou uma compreensão insuficiente de qual deveria ser o seu papel. Ninguém se esforça para ser um empregado ruim. E seu familiar provavelmente não é uma exceção.

4. Deixe claro que é estritamente profissional

Você não está despedindo um parente para ser malicioso. Você realmente sente que os negócios fariam mais sentido sem ele. E isso não é algo que você deva se envergonhar. Não importa o quanto sua família pense do contrário.

A demissão de um parente pode causar tensão entre vocês dois e possivelmente até entre outros membros da família. Independentemente disso, você precisa tomar a decisão certa para o seu negócio. Trate o empregado como você faria com qualquer outro – com compaixão e profissionalismo.

Esse artigo foi útil? Inscreva-se na nossa newsletter e receba semanalmente dicas sobre empreendedorismo.