BNDES usa ABF Expo para se aproximar do setor de franquias

Após o lançamento do Projeto Franquias, em parceria com a ABF, o banco visa ampliar o acesso de franqueadores e franqueados ao Cartão BNDES

Sede do BNDES

(Crédito: Agência Brasil)

A ABF Expo está sendo encarada pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) como uma forma de imersão no universo das franquias. Após o lançamento, há duas semanas, do Projeto Franquias, em parceria com a Associação Brasileira de Franchising (ABF), o banco visa ampliar o acesso de franqueadores e franqueados ao Cartão BNDES. E a maior feira de franchising do Brasil, que acontece esta semana em São Paulo, tem sido uma ótima oportunidade para essa aproximação.

O projeto se baseia na utilização de soluções que visam a financiar de forma ágil e simplificada os investimentos das micro e pequenas empresas (MPEs) por meio de um cartão de crédito. O diferencial para as franquias será a facilidade maior no acesso ao crédito. As redes cadastradas poderão realizar transações, financiando seus empréstimos em até 48 meses, com uma taxa de juros de 1,39% ao mês, e cadastrar seus fornecedores homologados, agilizando a vida dos franqueados que poderão adquirir os produtos e financiar mais rapidamente seus negócios.

Desde o lançamento, no último dia 12, o site do Cartão BNDES conta com uma categoria de serviços voltada especificamente ao setor de franquias, composto predominantemente por micro e pequenos empresários. Franqueados agora poderão adquirir todo um conjunto de máquinas, equipamentos e serviços específicos de uma rede franqueadora. Para tanto, as redes franqueadoras devem procurar o BNDES e cadastrar seus fornecedores.

O Cartão BNDES foi criado há 16 anos para apoiar as micro, pequenas e médias empresas, mas a penetração no setor de franquias é de apenas 15%. De acordo com o banco, no ano passado o cartão ofereceu crédito rotativo total de R$ 2,6 bilhões.

“A gente aprendeu como é o funcionamento das franquias, do que eles precisam, e nos demos conta, no meio do caminho, de que fazia muito sentido o Cartão BNDES se aproximar de franqueadores e franqueados”, disse Yuri Mourão, administrador na área de credenciamento do Cartão BNDES, que divulgou um e-mail para agilizar o contato entre interessados e o banco. “O franqueador interessado deve escrever um e-mail para a gente para credenciamento_cartaobndes@bndes.gov.br, declarando o interesse. Com este e-mail, ele consegue falar diretamente com a gente”, completou.

Cadastre-se e receba novidades e dicas sobre empreendedorismo

De acordo com Yuri, que está presente na ABF Expo para prospectar com as redes franqueadoras, desde o lançamento do Projeto Franquias, no último dia 12, dez empresas já demonstraram interesse em participar.

“No dia do lançamento tivemos trinta e oito marcas presentes. De lá para cá, já iniciamos um processo de negociação e contratação com pelo menos dez marcas. Então, a coisa já ganhou uma força em relação ao que a gente pretendia. Isso para a gente é um excelente resultado. Agora, vamos buscar é atrair os fornecedores para dentro do portal, para ficar bem organizado, bem populado, e paralelamente contar com ajuda dos bancos, que são nossos parceiros no negócio, para emitir os cartões do BNDES para essas marcas. Aqui na feira, nos primeiros dias, já conseguimos dialogar com pelo menos dez novas marcas, totalizando vinte desde o lançamento. É um universo ainda pequeno, mas é um primeiro passo”, disse Yuri.

A iniciativa visa reforçar o relacionamento do BNDES com as micro e pequenas empresas. De acordo com o banco, em 2017, 42% dos recursos desembolsados e 80% das operações foram direcionados às MPEs.

O projeto piloto surgiu por uma iniciativa de duas mercas franqueadoras: a Casa do Construtor e o China in Box. De acordo com André Friedheim, vice-presidente da ABF, uma iniciativa dessas duas empresas gerou a aproximação com o BNDES, que passou a olhar com mais atenção para o universo das franquias e chegou ao projeto da parceria com a ABF.

André Friedheim, vice-presidente da ABF

André Friedheim, vice-presidente da ABF (Crédito: Studio F – ABF)

“Eles viram que têm um segmento gigante para trabalhar, porque o setor de franquias é uma soma de várias empresas. O BNDES está agora começando a entender desse mercado, a dimensão, o número de unidades que são montadas, o capital de giro que é necessário para virar uma operação, desde a área de serviço, até de alimentação. O projeto buscou pegar o Cartão BNDES, que é uma coisa que já existe, e a ABF só está ligando tudo de uma maneira mais fácil. As linhas de financiamento também já existem, mas agora serão mais fáceis para o nosso associado”, disse André Friedheim.

Na ABF Expo, as principais fontes de contato das marcas com a novidade do BNDES, além da presença do administrador Yuri Mourão, são os estandes dos bancos.

“O dinheiro vai ser sempre repassado por intermédio de agentes bancários. Então, o que a gente tem aqui na feira são bancos expondo. Este ano nós temos aqui o Santander e o Bradesco. E aí, sim, oferecendo as linhas de financiamento do BNDES. Esses bancos já trabalham com franquias há muito tempo, são tradicionais nesse setor. as o dinheiro sempre foi do BNDES. Nunca havíamos chegado para falar com eles. Sempre falávamos com os bancos. Agora, dá para dizer que chegamos na fonte”, finalizou o vice-presidente da ABF.

Este conteúdo foi útil para você? Então inscreva-se em nossa newsletter e receba semanalmente as principais notícias do Negociarias em seu e-mail.