Empresários da Bahia conhecem os benefícios da energia solar

Evento do Sebrae e da Fecomércio explica como a energia solar pode ser uma oportunidade para micro e pequenos empresários

Energia solar

(Crédito: 123/RF)

O Sebrae/BA e a Fecomércio promoveram uma palestra para apresentar ao público uma alternativa em geração de energia solar, que é considerada uma fonte limpa, mais barata e inesgotável. Com apoio da Amorim Engenharia e do Banco do Nordeste (BNB), o evento aconteceu no dia 13 de setembro, na Casa do Comércio.

O engenheiro Miguel Amorim teve a missão de explicar sobre energia fotovoltaica. De acordo com o convidado, a energia solar ainda é vista com certa desconfiança por parte da população brasileira. Mas é uma realidade que já acontece há muito tempo no mundo. “Acreditamos que além da questão econômica se trata também de uma questão cultural, como exemplo o estado de São Paulo, eles têm mais sistemas do que praticamente o Nordeste todo, apesar da situação bem menos favorável para produção de energia elétrica através de células fotovoltaicas”, disse no evento

Além disso, Amorim afirmou que determinados segmentos da indústria e do comércio têm sofrido bastante com esses aumentos de energia. “A energia solar é, portanto, uma oportunidade. Seria interessante que os empresários entendessem essa equação financeira e com o aporte do Banco do Nordeste eles implementem o sistema de energia solar. O Sebrae tem feito esse trabalho de suporte no sentido de subsídio de parte desse processo”, complementou.

+Leia também:
– Energias renováveis: Sebrae MG oferece consultoria para MPE
– Indústria 4.0: prepare-se para essa transformação

Energia solar para MPEs

Também presente no evento, George Guimarães, do Banco do Nordeste falou sobre a viabilidade de instalação e aquisição de placas e sistemas para os micro e pequenos empresários e sobre a linha de financiamento FNE Sol. “A FNE Sol financia todos os componentes para geração centralizada e sistemas de micro e minigeração de energia elétrica fotovoltaica e também sua instalação. O produto é destinado a empresas de todos os portes e setores”, afirmou.

Cadastre-se e receba novidades e dicas sobre empreendedorismo

Já o gerente de desenvolvimento da região metropolitana da Desenbahia, Renato Freitas, disse que a energia renovável é uma questão prioritária de sobrevivência, de redução de custos para os empresários e gera um impacto ambiental positivo. “Temos a função de poder financiar os empresários com as linhas de crédito voltadas para energia renovável”, garantiu.

E já é possível encontrar casos de sucesso entre os MPEs. A empresária Margarida Oliveira já utiliza a energia solar em seu restaurante. Ela falou sobre sua economia depois da instalação do sistema e sobre como está satisfeita. “Utilizamos energia solar a quase três anos e estamos satisfeitos, porque quase tudo nosso é elétrico. Hoje temos muita sobra de energia na Coelba. Pagávamos em torno de R$ 6 mil a R$ 7 mil e hoje pagamos apenas R$ 60”, declarou.

Sebraetec

A solução Energia Solar Fotovoltaica do Sebraetec subsidia 70% dos custos de prestação dos serviços de consultoria para os pequenos negócios. Durante o evento, as analistas técnicas do Sebrae, Jilvânia Bezerra e Tamirys Maciel, esclareceram aos empresários como funciona. “O Sebrae tem o produto específico na área de sustentabilidade com o nome de Eficiência Energética, que traz a energia fotovoltaica, e tem como objetivo levar o empresário a economizar energia. O Sebraetec entra na parte de desenvolvimento do projeto”, destacou Jilvânia.

A analista técnica do Sebrae, Silmara Guimarães, falou da importância da palestra para os empresários e que a intenção é levar para vários municípios. “O intuito da minha vinda ao evento foi para analisar a viabilidade de levar esse evento para todos os outros municípios onde possuímos agências do Sebrae, no intuito de que as empresas entendam a logística, os custos e conheçam de fato o produto”, afirmou.

Programa ALI

A gestora do programa ALI do Sebrae em Salvador, Betina Pinto, falou que o evento faz parte de um série de iniciativas da instituição em atender as necessidades dos empresários que precisam investir em inovação e novas tecnologias para reduzirem seus custos e aumentarem sua lucratividade. “Estamos trazendo conteúdos, práticas e tendências que favoreçam ao crescimento das micro e pequenas empresas, de modo que possam diversificar ainda mais os investimentos nos seus negócios e assim se manterem sustentáveis”, finalizou.

Esse artigo foi útil? Inscreva-se na newsletter do Negociarias e receba semanalmente mais dicas de empreendedorismo.