8 coisas que deixam o seu ambiente de trabalho tóxico

Quem consegue produzir bem em um local de trabalho onde as pessoas são um problema? Veja as atitudes que fazem a convivência e o rendimento profissional ficarem mais difíceis

Trabalho tóxico

(Crédito: gilitukha/123RF)

Locais de trabalho tóxico custam financeiramente para as empresas e aos empregadores. Esses custos encontram-se na forma de absenteísmo, custos de assistência médica, perda de produtividade e muito mais.

O bem mais valioso de uma empresa é o seu pessoal. Observe se a sua equipe é incapaz de executar em um alto nível, porque a maioria está distraída por pessoas que tentam sabotar e manipular o ambiente de trabalho.

Se você trabalha em um local assim, provavelmente já encontrou esses oito comportamentos de trabalho tóxico listados pelo site Inc.

1. Os funcionários violam a política da empresa

Esses trabalhadores não se importam com os negócios ao violar repetidamente a política da empresa. Coisas como roubar a empresa, compartilhar informações, envolver-se em práticas discriminatórias, intimidação ou assédio sexual são fundamentais alguns exemplos.

2. Os funcionários geralmente não são confiáveis

Esses são funcionários que constantemente perdem prazos, geralmente chegam tarde e saem cedo. Estão misteriosamente ausentes. Eles não podem ser confiáveis ​​para realizar um bom trabalho e você não pode confiar neles.

Cadastre-se e receba novidades e dicas sobre empreendedorismo

3. Os funcionários são jogadores de equipe ruins

Eles são teimosos, chorosos ou defensivos e dificultam o trabalho dos colegas. Alguns agem como se soubessem tudo e não pudessem ouvir o feedback. Outros reclamam até o ponto em que ninguém quer trabalhar com eles.

+Leia também:
– Aprenda a combater 7 problemas que podem matar o seu negócio
– Empresários listam os principais obstáculos de suas empresas

4. Empregados falam mal uns dos outros

Os trabalhadores agem ativamente contra sua infelicidade, fofocando após as reuniões para crucificar a direção da empresa. Eles são basicamente adolescentes corporativos cujo tempo com a empresa está prestes a expirar. E eles estão dispostos a dar um jeito negativo nas coisas e espalhar rumores sobre os outros.

5. Os funcionários são resistentes a mudanças

Uma vez que o mundo está em constantemente em evolução e requer adaptação contínua, os funcionários resistentes à mudança são garantidos para se tornarem obsoletos e falharem. A má notícia é que eles podem levar os colegas com eles.

6. A administração opera por meio da burocracia

Há muitos níveis de aprovação e gerenciamento para fazer as coisas. E um foco singular na microgestão de funcionários.

7. A gerência não comunica claramente

Os funcionários não têm ideia do que realmente está acontecendo. Ninguém sabe a verdade real da situação atual ou o que o futuro reserva. Isso causa confusão, medo e ansiedade nas mentes dos trabalhadores.

8. A administração tem pouca ou nenhuma preocupação com o equilíbrio entre vida pessoal e profissional

A vida pessoal ou familiar das pessoas deve ser sacrificada pelo trabalho. Isso é comumente evidenciado por jornadas de trabalho de 50 horas ou mais, pouco ou nenhum tempo de férias e disponibilidade 24 horas por dia, 7 dias por semana para comunicação no trabalho.

Esse artigo foi útil? Assine a newsletter do Negociarias e receba mais conteúdo sobre empreendedorismo.